YITZHAK SHAMIR

    Yitzhak Shamir nasceu em Ruzinoy, Polônia, em 1915. Estudou na Escola Hebraica Bialystok e foi membro ativo do Betar, movimento juvenil sionista criado por Jabotinsky. Aos 20 anos, interrompeu os estudos de Direito na universidade de Varsóvia e mudou-se para a Palestina, então governada pelo mandato britânico, onde ingressou na Universidade Hebraica, em Jerusalém.

    Logo após, juntou-se ao Irgun Zvai Leumi, organização secreta que lutava pela independência de Israel e, em 1940, seguindo Avraham Stern, migrou para o Lohamei Herut Israel (Guerreiros da Liberdade de Israel). No ano seguinte foi preso pelas autoridades britânicas. Em 1943, escapou do campo de detenção e tornou-se um dos principais líderes do Lehi.(Lohamei Herut Israel)

    Shamir serviu como principal diretor de operações do Lehi até 1946, quando novamente foi detido por autoridades britânicas e exilado para um campo de prisioneiros na Eritréia. Em 1947, escapou do campo e chegou até a colônia francesa de Djibouti e conseguiu asilo político na França. Ao retornar para Israel, permaneceu no comando do Lehi até seu fim, em 1949.

    Após gerenciar várias empresas comerciais, Yitzhak Shamir juntou-se aos serviços de segurança de Israel no meio da década de 50. Ele retornou à atividade comercial privada no meio dos anos 60, quando tornou-se ativo na campanha para a libertação dos judeus soviéticos e juntou-se ao movimento Herut, de Menachem Begin, que evolui para o partido Likud.

    Eleito para o Knesset em 1973 como membro do Likud, Shamir serviu no comitê de Assuntos Exteriores e Defesa e no comitê de Controladores do Estado. Ao ser reeleito para o Knesset, em 1977, tornou-se Orador e, nesta qualidade, presidiu a visita histórica do presidente egípcio Anwar Sadat e o debate sobre o tratado de paz com o Egito.

    Após a renúncia de Moshe Dayan, Shamir juntou-se ao gabinete de Begin como Ministro do Exterior em março de 1980 e continuou em sua posição até depois das eleições de 1981. Ele guiou as negociações do processo de normalização pós-tratado com o Egito e iniciou contatos diplomáticos com vários países africanos que tinham  cortado relações com Israel durante a Guerra do Yom Kippur. Depois da operação Paz para a Galiléia, em 1982, Shamir dirigiu as negocições com o Líbano, que levaram ao acordo de paz de 1983, que nunca foi ratificado pelo governo libanês.

    Em outubro de 1983, Yitzhak Shamir sucedeu Menachem Begin com primeiro-ministro. Depois das eleições de 1984, tornou-se vice-primeiro-ministro e Ministro do Exterior no Governo de União Nacional.

    Junto com Moshe Arens, o Ministro da Defesa, trabalhou com o presidente dos EUA, Ronald Reagan e com o Secretário de Defesa, Casper Weinberger, pra criar um quadro para a cooperação estratégica Israel-EUA e o tratado de livre comércio EUA-Israel. No meio do ano voltou à posição de primeiro ministro, revezando o cargo com Shimon Peres, um dos líderes do partido trabalhista

    Depois das eleições de 1988, Shamir novamente criou um Governo de União Nacional com o partido trabalhista, mas sem o revezamento do governo anterior. Este governo caiu em 1990 devido a um voto de não-confiança no Knesset, mas Shamir conseguiu formar um governo de coalizão.

    Em maio de 1991, ele ordenou o resgate aéreo de milhares de judeus etípoes, na Operação Salomão. Em setembro de 1991, representou Israel na conferência de paz de Madri, que propiciou negociações diretas com a Síria, o Líbano, a Jordânia e os palestinos.

    Derrotado nas eleições de 1992, Shamir abdicou da liderança do partido e aposentou-se do Knesset em 1996.

CHAZIT HANOAR

Chazit Hanoar

Porto Alegre

 PORTO ALEGRE