BENJAMIN NETANYAHU

         Nascido em Tel Aviv, no dia 21 de outubro de 1949, Benjamin Netanyahu cresceu em Jerusalém. Ele passou os anos de colégio nos Estados Unidos, onde seu pai, o professor de história Benzion Netanyahu, lecionava. Voltando para Israel em 1967, Netanyahu alistou-se na Tzavá (Forças de Defesa de Israel), servindo numa unidade de comando de elite.

        Antes de ingressar na vida política, Netanyahu serviu como soldado e oficial numa unidade anti-terrorista de elite no exército israelense. Ele participou de várias missões durante a guerra de 1967, incluindo a operação do aeroporto de Beirute. Participou também do resgate do avião seqüestrado da Sabena no aeroporto Ben-Gurion, em que foi ferido, além de ter sido citado por excelente liderança operacional em outra operação. Benjamin foi dispensado da Tzavá em 1972 e, mais tarde, alcançou o posto de capitão após a guerra de Iom Kipur.

        Benjamin recebeu um diploma de bacharelado em arquitetura e um diploma de mestrado em administração do MIT (Instituto Tecnológico de Massachussets). Ele também estudou ciências políticas no MIT e na universidade de Harvard.

        Após completar seus estudos foi empregado no Grupo de Consultoria Boston, uma firma internacional de consultoria em negócios. Mais tarde, juntou-se à administração sênior das indústrias Rim em Jerusalém

        Em 1979 ele iniciou e organizou uma conferência internacional contra o terrorismo, juntamente com o Instituto Jonathan, uma fundação privada dedicada ao estudo do terrorismo, cujo nome foi inspirado pelo irmão de Benjamin, Jonathan, que morreu ao liderar o grupo de resgate em Entebbe.

        Líderes mundiais, incluindo o ex-presidente americano George Bush (Pai) e o antigo secretário de estado George Schultz, participaram dessa conferência e da que a sucedeu, em 1984. Shultz creditou a Netanyahu a mudança das políticas americanas contra o terrorismo internacional.

        Em 1982, por requisição do embaixador Moshe Arens, Benjamin Netanyahu assumiu a posição de Deputado Chefe de Missão na embaixada israelense em Washington. Ele foi membro da primeira delegação que convenceu os americanos a adotar uma política de cooperação estratégica entre Israel e Estados Unidos. Dois anos depois ele foi nomeado embaixador de Israel nas Nações Unidas e serviu neste cargo por quatro anos. Como embaixador da ONU, liderou os esforços que abriram os arquivos dos crimes de guerra nazistas, em 1987.

        Retornando a Israel, em 1988, foi eleito para o 12º Knesset como membro do Likud e foi nomeado Ministro do Exterior. Durante a Guerra do Golfo, serviu como principal representante de Israel na arena internacional. Em outubro de 1991, ele foi membro sênior da delegação Israelense na Conferência de Paz de Madri, que iniciou as primeiras negociações diretas entre Israel e Síria, Líbano e uma delegação conjunta Palestina-Jordânia.

        Em 25 de março de 1993, foi eleito presidente do Likud e candidato do partido ao cargo de primeiro-ministro. Como presidente do Likud desde 1993, Netanyahu foi eleito primeiro-ministro de Israel em maio de 1996 na primeira eleição direta para primeiro-ministro em Israel. Ficou no cargo até julho de 1999 quando foi derrotado nas eleições e demitiu-se da presidência do Likud e do 15º Knesset. Em Novembro de 2002, foi apontado Ministro de Relações Exteriores, cargo que ocupou até 2003.

        Netanyahu escreveu cinco livros: três sobre o terrorismo, um sobre a relação de Israel com o mundo e um editado a partir das cartas de seu irmão, Jonathan. Benjamin Netanyahu casou-se com Sara e é pai de Noa, Yair e Avner.

 

CHAZIT HANOAR

Chazit Hanoar

Porto Alegre

 PORTO ALEGRE