LEVI ESHKOL (1895-1969)

Levi Eshkol nasceu em 1895 no vilarejo de Oratovo, perto de Kiev, na Ucrânia. Ele teve uma educação judaica tradicional, que continuou quando ele entrou na Faculdade Hebraica de Vilna, aos 16, e no grupo sionista “Tzeirei Tzion” (Juventude de Sion). Em 1914, com 19 anos, veio à Palestina, que estava sob domínio do Império Otomano, onde trabalhou como agricultor e ativista político.

Durante a Primeira Guerra Mundial, voluntarizou-se para participar da Legião Judaica das forças armadas britânicas e juntou-se ao grupo que fundou o Kibutz Degania Beth.

Mais tarde, trabalhou no Sindicato Nacional dos Trabalhadores Agrícolas, e participou do estabelecimento do "Mekorot," o serviço israelense de distribuição de água, em 1937, sendo chefe executivo do mesmo até 1951.

Em 1940, tornou-se um membro da Haganá, e em 1947 organizou a campanha de recrutamento para o que se tornou a IDF (Força de Defesa de Israel). Com o estabelecimento do Estado, tornou-se o primeiro diretor geral do Ministério da Defesa, o que na época significava fornecer o material que mantinha Israel no campo de batalha. Ele também se tornou o chefe do Departamento de Assentamento da Agência Judaica em 1948.

Em 1951, Eshkol foi nomeado Ministro da Agricultura e Desenvolvimento e, de 1952 até 1963, foi Ministro das finanças. Continuou presidente do Departamento de Assentamento da Agência Judaica até 1963. Eshkol é largamente responsável pela obtenção de fundos para o desenvolvimento do país, absorver as ondas de imigração massiva e equipar as forças armadas.

Em junho de 1963, Eshkol assumiu o posto de Primeiro Ministro. O principal acontecimento de seu mandato foi a Guerra dos Seis dias, em junho de 1967. Quando Egito e Siria precipitaram a crise, Eshkol estabeleceu um Governo de União Nacional, delegando a Moshe Dayan a pasta da Segurança e trazendo Menachem Begin do partido Cherut para o Gabinete.

Eshkol encontrou outras fontes militares para as forças armadas de Israel, principalmente dos Estados Unidos, depois da França começar seu boicote militar do Estado judeu antes da guerra de 67. A guerra em si serviu para indicar os esforços que havia feito como Ministro da Defesa para prover a IDF os melhores equipamentos disponíveis. Em apenas 6 dias, Israel libertou a Judéia, a Samária, Gaza e as colinas do Golan, unindo Jerusalém e a península do Sinai.


            Eshkol morreu no dia 26 de fevereiro de 1969, no meio de seu mandato, devido a um ataque cardíaco.

CHAZIT HANOAR

Chazit Hanoar

Porto Alegre

 PORTO ALEGRE