EHUD BARAK

        Ehud Barak nasceu em 1942 no kibutz Mihmar Hasharon. Ele entrou para as Forças de Defesa de Israel em 1959, e serviu como soldado e comandante de uma unidade de elite, e em vários outro postos de comando incluindo Comadante do Esquadrão de tanques, e Presidente da ala de inteligência do Exército. Durante a Guerra dos Seis dias, Barak foi o comandante de um grupo de reconhecimento, e na guerra de Iom Kipur, foi o Comadante do Esquadrão de tanques do front Sul, no Sinai. Em janeiro de 1982, ele assumiu como presidente da ala de planejamento do Exército e foi promovido a Major. Na operação Paz na Galiléia, de 1982, Barak foi o principal comandante da força israelense no Líbano. Barak conseguiu sucessivas promoções no exército chegando em 1991 ao posto de 14° Chefe Geral de Pessoal e foi promovido ao cargo de General Lt., o mais alto na hierarquia do exército israelense.

        Depois do acordo de maio de 1994 assinado por Rabin com os palestinos, Barak supervisionou o reposicionamento das tropas israelenses em Gaza e em Jericó. Ele teve um papel central na finalização do tratado de paz com a Jordânia, assinado em 1994, e se encontrou com os sírios, como parte do encontro Sírio-israelense.

O general Barak foi premiado com uma medalha de distinção, e quatro outras premiações por coragem e excelência em operações. Barak também se formou, em física e matemática na Universidade Hebraica de Jerusalém e em Engenharia econômica na universidade de Stanford, na Califórnia.

Ele foi ministro do interior de julho até novembro de 1995 e Ministro das Relações Exteriores de novembro de 1995 até junho de 1996. Eleito para o Knesset em 1996, ele participou do comitê de relações exteriores e defesa do Knesset. Em 1996, Barak foi eleito presidente do Avodá e em 1999, montou a união entre as facções Gedher e Mermaid formando um único Partido Trabalhista de Israel.

Ehud Barak foi eleito primeiro-ministro de Israel em 17 de maio de 1999. Ele apresentou seu gabinete ao parlamento em 6 de Julho, assumindo os postos de primeiro-ministro e ministro da defesa. Durante seu governo fez uma frustrada tentativa de acordo de paz com Yasser Arafat, nos encontros de Camp David.

            Ele completou seu mandato em 7 de março de 2001, sendo derrotado por Ariel Sharon nas eleições especiais para primeiro-ministro em fevereiro. Depois de perder estas eleições, Barak trabalhou para trabalhar nos Estados Unidos como analista para uma empresa de tecnologia da informação.

            Em 2005, retornou à política israeli e tentou voltar a ser líder do Avodá. Por causa de seu mau desempenho nas pesquisa de opinião pública, abandonou a disputa pela liderança do partido e apoiou Shimon Peres.Em junho de 2007, no entanto, voltou à liderança do Avodá, vencendo Ami Ayalon no segundo turno por uma pequena margem e tornando-se Ministro da Defesa logo depois.

 

CHAZIT HANOAR

Chazit Hanoar

Porto Alegre

 PORTO ALEGRE