MAX NORDAU

   

    Max Nordau nasceu em Peste, Hungria, em 1849, filho de um rabino ortodoxo de origem sefaradi. Embora tenha crescido em um ambiente tradicional judaico, Nordau abandonou a comunidade judaica. Inicialmente ele trabalhou como jornalista mas depois decidiu estudar medicina. Em 1880 seus estudos o levaram a Paris, onde abriu um consultório, embora ele viria a se destacar no campo da literatura.

 

    Nordau foi considerado um escritor controverso por seus ataques a arte e a atividade política e social européias contemporâneas. Seu Mentiras Convencionais da Sociedade, escrito em 1883, foi um ataque a irracionalidade, egoismo e niilismo os quais ele percebia como as trevas de seu tempo. Por volta de 1898 seus trabalhos haviam sido traduzidos para 18 idiomas.

 

    A conversão de Nordau em sionista ocorreu de forma distinta da de Herzl, e ele admitia que a ascensão do anti-semitismo o tinha trazido de volta para acertar suas contas com o povo judeu. Quando Herzl conheceu Nordau, teve de ser pouco persuasivo para convencê-lo da idéia do Estado Judeu.

 

    Nordau logo tornou-se parceiro de Herzl no Movimento Sionista, ocupando um papel central na definição do Programa da Basiléia. No Quinto Congresso Sionista, Nordau fez o discurso de abertura sobre a situação do povo judeu, o que subseqüentemente virou uma tradição nos Congressos Sionistas que seguiram.

 

    No Sexto Congresso Sionista, Nordau defendeu o Plano de Uganda de Herzl argumentando que eles ofereciam uma solução temporária para o sufrágio do povo judeu. Seguindo a morte de Herzl, a Nordau foi oferecida a posição de Presidente da Organização Sionista Mundial, mas ele negou preferindo ao invés disto servir como conselheiro de David Wolffsohn. Ele opôs-se a crescente tendência do Sionismo Prático, remanescendo com fé no programa político de Herzl.

 

    Nordau distanciou-se do Movimento Sionista mas não de seu ideal. Ele ainda participou do Congresso Sionista em 1911 e embora residisse na Espanha durante a Primeira Guerra Mundial, tentou manter contato com o Movimento ao longo deste período. Weizmann tentou trazê-lo de volta a organização no fim da guerra, porém Nordau rejeito a proposta acreditando que o movimento era uma sombra do que Herzl pretendia que fosse.

    Em 1920, ele ergueu a idéia de evacuar meio milhão de judeus da Europa pra Eretz-Isral, mas ninguém tomou suas idéias a sério desta vez. Então ele retornou a Paris, onde apesar de discutir sobre sua imigração para Eretz-Israel, acabou por falecer após longo adoecimento.  

CHAZIT HANOAR

Chazit Hanoar

Porto Alegre

 PORTO ALEGRE