Ashkelon

   
   

    A cidade de Ashkelon se situa ao sul de Israel, no oeste do deserto de Neguev, entre Yaffo e a Faixa de Gaza. Com população de 108.300 pessoas, a cidade moderna foi construída próxima ao que restou do porto da antiga Ashkelon. A moderna cidade israeli foi fundada depois da guerra de Independência de 1948 com a renomeação da cidade de Al-Majdal para Ashkelon

A Antiga Ashkelon

            Ashkelon era a maior cidade portuária de Israel. Foi palco da influência de civilizações antigas como romanos, filisteus, bizantinos, mulçumanos, e cruzados. A parte antiga foi destruída no fim do século XIII pelos Mamelucos. Foi construída em cima de pedra sedimentar, com um bom abastecimento de água para as 15.000 pessoas que lá viviam na Era de Bronze.
          Ao redor da cidade, uma fortaleza extremamente forte, fazia com que a cidade fosse protegida de eventuais ataques.

Ashkelon Contemporânea

 

A cidade árabe de Al-Majdal era a sexta maior cidade palestina em 1596 com uma população de 2795 habitantes.Na década de 1940, Al-Majdal já contava com 11.000 habitantes, e mantinha uma famosa indústria de tear. Após a declaração de Independência do Estado de Israel em 1948, o exército egípcio ocupou grande parte ao redor da Faixa de Gaza, incluindo Al Majdal. Durante vários meses, a cidade foi bombardeada pelo exército israelense, sendo capturada por Israel em 04 de novembro de 1948.
           
Em 1953, a cidade passou a se chamar Ashkelon. Hoje a cidade é a 13ª maior do Estado de Israel com uma população de 108.300 habitantes. A cidade enfrenta um sério problema por estar localizada próxima à Faixa de Gaza. Ataques de mísseis terra-ar, planejadas por diversos grupos residentes de Gaza, acontecem esporadicamente na região (a cidade de Sderot também é altamente prejudicada) com o propósito de afetar a vida dos civis israelenses.